Meninas sobre rodas…

Ainda não se sabe exatamente quando apareceu o skate, mas podemos dizer que foi no princípio dos anos 60 na Califórnia. Era em uma época aonde reinava o surf e a curtição total sobre uma prancha, mas como as coisas nunca davam certo aqueles mesmos surfistas pegaram as rodas de seus patins, e colocaran em “shapes”, para que assim pudessem surfar em terra firme.

Os skates eram muito primitivos, não possuiam nose nem tail, era apenas uma tábua e quatro rodinhas. O crescimento do ‘surf no asfalto’ se deu de uma maneira tão grande que muitos dos jovens da época se renderam ao novo esporte chamado skate. Surgiam então os primeiros skatistas da época.

Era uma época onde o free style dominava, os skatistas usavam e abusavam deste tipo de manobra. No ano de 1965 se comercializaram os primeiros skates fabricados industrialmente e começaram as primeiras competições. Esse esporte então teve seu auge em meados dos anos 70, quando ocorreu um fato que chocou a maior parte de todos os skatistas: a revista “Skateboarder”, uma das mais importantes sobre o assunto, anunciou a sua mudança de planos, agora cobrindo assuntos sobre competicões de Biker’s.

Foi quando se deu a ‘morte’ do skate. Muitas pistas fecharam, e muitos abandonaram o esporte, apenas ficando os que realmente gostavam. Esses skatistas – que perderam suas pistas, suas revistas, e tudo que era a respeito deles – lançaram-se a andar nas ruas, usando tudo que achavam no cotidiano como obstácul. Daí se deu o street skate.

Anos 70
Lá pelos anos 70 houve o racionamento de água nos EUA, e muitas pessoas tiveram que esvaziar suas piscinas. Foi aí que os skatistas perceberam que essas piscinas vazias poderiam ser ótimos obstáculos. Surfia assim o ‘skate vertical’.

Anos 80
Nos anos 80 o skate volta ao seu auge, com a inovação dos skates, e a utilizacao das pistas em “U” – os half pipes. O skate retorna às suas origens de muitos adeptos, e com o aparecimento de vários nomes do skateboard mundial: Steve Caballero, Tony Alva, Tom Sims, entre outros contrubuiram e muito para o progresso do skate.

E onde entram as mulheres nessa história? Afinal de contas queremos falar das meninas sobre rodas, não?

A primeira skatista profissional foi Patti McGee, em 1964 sendo campeã nacional Norte-Americana.

Conhecida como The Original Betty, Patti McGee que nasceu no sul da Califórnia em 1945, era uma ótima surfista. Quando o skate entrou em cena, McGee encontrou uma nova liberdade, descobrindo que ondas, tubos e o mar não eram seu limite, e que o skate te daria um novo tipo de aventura. Morro, calçadas, estacionamentos, etc.
Como skatista profissional, McGee sem dúvida viveu muitos momentos importantes em sua carreira. Após a conquista do campeonato nacional, ela se tornou a garota “propaganda” do skate e viajou por quase dois anos, abrilhantando ainda mais sua carreira no esporte. Ela também apareceu na capa da conceituada revista “Life” e em “O Show de Johnny Carson”.

1231

Outra coisa interessante, é que ela rompeu as barreiras do preconceito contra mulheres no skate. Que se nos tempos de hoje ainda é grande, imagine há quase 50 anos atrás…

11

Fato que certamente pavimentou o caminho para outras garotas aderirem ao esporte!

Vamos então aos colírios para os olhos da rapaziada e um pouco de graciosidade pras meninas?
tumblr_mml28uMc5n1qk1kiso1_1280

Skater girl 2
tumblr_mi5jh4j7x51qea25ko1_500

3b94f154dbdf967862fba5cb11cc9014

Jodie Foster Skate

tumblr_ml4erlBBeo1rcmuypo1_400
8289862950_e2943fa35a_z

7fd65a74ea0d38e48f4f9ae7e936aaa8

20cca52de5bf1cc957131b709230d990

421d702496c7a62f35ba03f89ac1c24a

858055_549850505035187_86873767_o

83af9bde172205f21afc4d04796b5281

 

Leave a comment